segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Pluralidade

A gaivota bate as asas. Alça vôos desimpedidos sobre as águas do mar azul. Entre penas mergulha no vento, sente sua força. Ora ela o enfrenta quase a parar, no ar fica como se estivesse a levitar, flutuar; ora ela se permite entrar em seu curso, deixando-se acelerar num vôo célere, arrasador e certeiro, carregado de adrenalina. As aves têm disso? Não sei... Nem importa se sabemos. Suas asas são de liberdade, embora ela não o saiba. A consciência não lhe perturba, sua famosa “voz” não fala com gaivotas. Mas ela segue pairando nos ares vagos. Existem muitas maneiras de experimentar a vida.

O cão passa com seu focinho atento que o guia e o leva aos lugares de odores familiares ou quem sabe para os mais tentadores. São peripécias de um destino jamais traçado, dado aos acasos dos temperos ou dos lixos. Seu faro segue sem as ditas “boas maneiras” entre o podre e o fresco. Como foi dito, os cães não se dão com as etiquetas. Alguns não conhecem nem mesmo os limites de ter um dono. São livres mesmo sem sabê-lo. Ele cheira, fuça. Existem muitas maneiras de experimentar o mundo.

Os carrapatos sobem com suas patas minúsculas. Elas procuram árvores, madeiras, lugares altos. Sem saberem o nome, carregam consigo a dádiva da paciência. Passam dias, semanas, meses e mais meses em jejum. Mas por isso não são santos. Que o digam os cães. Lá em cima essas criaturas recebem seu estímulo que vem de baixo, permitindo-se uma livre queda que não os leva ao grau de suicidas. Pelo contrário, é chegado o momento de se alimentarem, de sugarem sangue, de brincarem de vampiro. Sugam um sangue sem roubar a condição mortal de suas vítimas. Eles não sabem que muitos os odeiam. Liberdade da vida artrópode. Existem muitas maneiras de experimentar o outro.

A amante rodeia, espera. A paciência é seu algoz e seu ponto de ebulição. Ela a fada líquida e afrodisíaca. Entrega-se em deleite ao irromper em braços de abraços, suores, tremores. A amante toca, tateia, sente. A amante lambe, prova, degusta. Essa mulher não conhece as amálgamas da antiga instituição burguesa. A histeria não lhe encarna num divã. Seus encontros não exigem troca de alianças. Ela está livre para fugir e para gozar. Livre para deixar. Existem muitas maneiras de experimentar os corpos.

O drogado alucina. O louco delira. A formiga ajunta. O leão mata. A hiena ri. A criança fantasia. O palhaço se pinta. A menina também. Um rizoma se espalha. O inferno suicida. A cobra ataca. O atleta corre. O recém-nascido chora. O recém-nascido mama. O músico ouve. O poeta finge. O jovem quebra. Os olhos pedem. Uma voz se espalha. Os budistas meditam. O preguiçoso dorme. Um furacão levanta. O tsunami engole. O camaleão engana. A lagarta faz-se borboleta.

Existem muitas maneiras de experimentar...


Bruno Costa



33 comentários:

Andre Mansim disse...

E o leitor lê...

Esse belo e doido texto! Que eu gostei muito...

Antonoly disse...

As experiências que podemos desfrutar nessa vida são inúmeras, mas algumas são sem volta!

♫ Angélica ♥ Kawai ♪ disse...

Todo o prazer é momentaneo.. eternas sçao lembranças.. (aumenos que sofra do mal de alzheimer)

Guilherme Dal Maso disse...

concordo com o de cima hahaha

se quiser, segue o blog ai (;
seguindo o teu.

Nicelle Almeida disse...

Nossa, a primeira coisa que pensei ao terminar de ler o seu texto, foi telepatia total com o comentário do André, logo acima hehehehehe
(O leitor lê)

Adorei...muito bom o movimento do texto, meu caro! ;)
www.nicellealmeida.blogspot.com

Millena Blogueira disse...

Minha primeira vez no seu blog e gostei demais!
Sucesso.

Nicelle Almeida disse...

Adoro os seus textos e suas colocações sempre tão inteligentes =D

Um forte abraço!!!
www.nicellealmeida.blogspot.com

Joyce Abbade disse...

Que criatividade! Mto bom o texto!! Belíssimo!!! Deliciosa experiência ao lê-lo! Obrigada por compartilhar sua idéias conosco! Tão singelas e cativantes! Parabéns pra ti e pra nós que ganhamos o presente a cada post! Love, Joyce!

Tadeu Baptista disse...

Alguém já disse que o leitor lê? hehe

Temos uma capacidade agressiva de limitar o que é, por natureza, múltiplo. Mas existem explicações, muitas por sinal.

http://finisticamentefalando.blogspot.com/

Lynda Evy disse...

Muito lindo o texto, parabéns


http://depoisquando.blogspot.com/

Barbara Nonato disse...

Não vi nada de doido no teu texto. Eu gostei. Você usou de associações que, talvez, pessoas menos audaciosas não usassem; e isso o fez diferente.
É sempre bom ousar, seja em atitudes ou com palavra escrita. E é fenomenal encontrar textos deste teor. Ganhou uma fã!

João Paulo disse...

Seus textos são muito bons haja criatividade hem!!!!

Macaco Pipi disse...

aproveite ao maximo o momento, pois estamos mais proximos do fim do que do começo

danilo disse...

Parabéns pelos textos e por seu blog. Muita criatividade em seus post.
Acesse!
http://danilofutebol.blogspot.com/

Luci disse...

q legal, adorei esse texto
parabéns pelo blog

♫ Angélica ♥ Kawai ♪ disse...

Yooo Blogueriro!

Ganhou do blog kawai o selo "Show de blogueiro"

http://blogkawai2.blogspot.com/2010/12/selos-selos-que-venham-mais-selos-selo.html

Vá pegalo!

Kiko Lemos disse...

Gostei da seguinte definição:

"O drogado alucina. O louco delira. A formiga ajunta. O leão mata.A hiena ri. A criança fantasia..."

Resumiu tudo perfeitamente bem

Mari Ceratti disse...

O blogueiro bloga!

E eu tenho inveja da falta de etiqueta dos cães.

Muito legal...

Gabriel Pozzi disse...

Mandou bem Bruno!
gosto muito dos textos do seu blog, sempre acho que minha leitura está sendo superficial e que há muito mais coisa oculta nas suas palavras do que eu imagino hahahaha :(

existem muitas maneiras de experimentar a internet. você pode querer informar as pessoas, ajudá-las, enchê-las com coisas inúteis, fazê-las rir, ou então, pode nos deixar textos adoráveis como o seu! :)

um forte abraço
http://songsweetsong.blogspot.com/

Érico Pena disse...

Viva cada segundo e cada momento como se fosse o ultimo, afinal, nunca sabemos o dia de amanha

Nicelle Almeida disse...

Já deixei a minha opinião neste post e tb nos anteriores. Aproveito então, para te desejar uma ótima semana, meu caro =)

Seus textos são maravilhosos!!!!

www.nicellealmeida.blogspot.com

Preguiça alheia disse...

Bem doido..rs.. parabéns continue assim!

Evandro Oliveira disse...

Muito bom seu texto, não vejo loucura alguma, vejo muita beleza em uma forma de escrever moderna.
Gostei muito do blog.Acho que ter um blog significa ter um espaço para dividir com pessoas de todo lugar do mundo, coisas que gostamos, pelas quais nos apaixonamos, aquilo que move nossa alma e nosso coração. Você faz isso muito bem!

http://sabordaletra.blogspot.com/

Macaco Pipi disse...

nao devemos nos apegar a uma coisa só!

Alessandra Santos disse...

Achei uma grande sacada esse seu texto. Uma beleza! Sabe quando a gente lê alguma coisa que não é nossa, mas que a gente adoraria que fosse? Eu adoraria ter escrito isso. Muito bacana. Achei as associações feitas brilhantes, sabe... Remeteu-me a uma série de textos que estão fora deste, o que mostra seu próprio conhecimento de leitura.

Lindo como você levanta as diversas formas de viver, de experimentar o mundo, de experimentar o outro, de se experimentar... Mostra as diferentes possibilidades de vida e as diversas possibilidades de se viver, que estão lá fora, é só procurar bem.

Parabéns, Bruno, e obrigada pelas infinitas possibilidades que apareceram sob meus olhos.

Um beijo!

Patrícia Lemmon disse...

Existem muitas maneiras de experimentar...

com toda certeza!
Adorei o texto...
bejo

Nathacha disse...

Muito bom! super descritivo! um belo texto
http://medicinepractises.blogspot.com/

JOY disse...

Estou conhecendo o blog agora!
Passarei sempre para conferir as novidades
bjos

Nathacha disse...

Ola! No momento estou apenas seguindo o seu blog, mas prometo voltar para comentar as suas postagens! se puder seguir o meu agradeceria , passa la? Assim criamos um vínculo que ajuda da divulgação de ambos os blog! Abraços
http://medicinepractises.blogspot.com/

CAMILA DE ARAUJO disse...

Olá, obrigada pelas palavras! E parabéns pelos selos e aos indicados. Sucesso em 2011 pra voce e para o blog.

www.teoria-do-playmobil.blogspot.com

Karine Lima disse...

Cada pessoa conhece o mundo segundo suas proprias perspectivas.

Cláudia Benevides disse...

Bruno, que texto gostoso, adorei...
bjos!

http://draclaudiabenevides.blogspot.com/

JEANN DFL disse...

como sempre, é um deleite ler os textos de teu blog! ...há tantas maneiras de se experimentar, e eu gostaria de experimentar tantas diferentes! :)