terça-feira, 22 de junho de 2010

Os Sete Pecados Capitais: PREGUIÇA

Não é fácil lidar com a saudade, com o sofrimento... com a morte. Quando precisamos enfrentar tais situações ou sentimentos, muitas vezes nos desestabilizamos.

E não foi diferente com Ana. Sempre ocupada com o viver, não tinha tempo pra pensar no extremo da vida: a morte.

Em um dado momento, Ana percebe que mal tinha tempo para pensar em si, mal tinha tempo para desejar... mal tinha tempo para, de fato, viver. Ia morrendo aos poucos. Sem qualquer real existência. Sobrevivia. Realizava atividades sem desejá-las, sem refleti-las, apenas cumpria o script que tinha recebido de si mesma, pela produção injetada por um sistema padronizado de mundo, onde ser diferente ou ter ações distintas da "massa" te torna: o estranho.
É nesse mundo em que não se é permitido parar, que a preguiça é condenada.

Ana então, se permitiu a lentidão. Passou a desejar seus atos, a pensá-los, a degustá-los. Passou simplesmente a não fazer, não ir, a não dizer, ou apenas a dizer não. A assumir a preguiça que muitas vezes nos visita.. ainda que sejamos desde pequenos ensinados a dispensá-la. Ana rejeita o que tinha aprendido: no fruir da vida contemporânea "ficar parado" não é bom... "bom" é ser dinâmico.



Ana segue devagar... recebendo olhares... já não tem mais pressa!



Joyce Abbade

27 comentários:

Fábio Flora disse...

Com o friozinho que está fazendo, a preguiça fica tão bem disposta – disposta a nos pegar. Abraços e sucesso com o blog!

aobservadorista disse...

O frio ajuda e muito a preguiça.
Dá vontade de não fazer nada.

Andre Mansim disse...

A preguiça quando chega, tem preguiça de ir embora, hahahahahahahahahahaha, belo texto !!


Visita meu blog

http://amansim.blogspot.com/

Felipe Lucena disse...

E viva a vida lenta. Passando de leve por nós.

C.Beê! disse...

Conheço essa Ana(acho que não só eu né)... rs
Pena que dizer não, não ir e não fazer, são coisas que só dão certo assim no papel...

Descobri esses tempos que preguiça é baixa energia, e baixa energia se resolve com yoga! hahaha

Gostei do texto!
Abrç
www.ventosemrumo.blogspot.com

Inez disse...

Não vi na Ana a preguiça, vi somente a vontade de observar mais e viver mais a vida.

Kelly Christi disse...

A MORTE SEMPRE NOS ASSUSTA E CAUSA OBSERVAÇÕES...

Gabriel Pozzi disse...

nossa, na hora que vi que era um seriado de crônicas sobre os sete pecados capitais, na hora pensei "ele copiou isso de outro blog". Quando desci para ler o texto da ira, lembrei na hora do texto da igreja e lembrei que o blog que eu tinha lido com um conteúdo igual era o seu mesmo! HAUSHUAHSUAHAUS

então, mais um texto bacana de se ler, e você acertou em cheio na questão chave de quando se fala de preguiça (ou resposta-chave, no caso): só condenamos a preguiça pq não se é permitido parar no mundo atual!

Afinal, num mundo primitivo onde não havia julgamentos (provavelmente), vc caçava quando estava com fome, fazia algo para se entreter quando quisesse se distrair, e se quisesse moscar o resto do tempo, não estaria "pecando".

http://songsweetsong.blogspot.com/

Érica disse...

Eu gostaria de fazer como Ana, ter a coragem de fazer mudanças sem me importar com o que as pessoas vão dizer ou pensar!

Belo Blog. Voltarei para terminar de ler sobre os outros pecados!

http://alma-feminina.blogspot.com/

luiz scalercio disse...

eu acordo com a preguiça
e dormo com el tambem
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Daniel Silva disse...

preguiça é uma droga mesmo. faz tempo que eu quero voltar pra academia, mas ela não deixa!

Mila Dias disse...

Oieeee! é isso aí, tem que voltar a participar mais ativamente disso aqui!! \o/ E sobre a preguiça, o que dizer se estou sentadinha no pc ao invés de ir pra aula??? Ahahahahaha Beijos e parabéns pelo texto!!

Pedro disse...

Concordo com vc Joyce, A preguiça é uma prática discursiva com o intuito de manter o(a) povo/proletariado/massa/força de trabalho trabalhando sem parar , nesse sentido o emprego passa a dignificar o homem hehehe e vai trabalhar vagabundo! vira palavra de ordem.

gostei da idéia dos pecados capitais, estou acompanhando....

abraço

kbritovb disse...

quase deu preguiça de comentar
trocadilho horrivel ¬¬

Bruno disse...

Vida acelerada. Cursos, empregos, entretenimento, tecnologia... O trágico quase não aparece, está moribundo. Ele é hoje apenas esperança. Mas pode ser criação também. è preciso um pouco mais de tragédias para o mundo se dar conta de que já nem vive, apenas corre pra onde um dedo maior aponta. Uma cama que de lugar a preguiça. Um sofá. Uma letra N que forme um NÃO. Que digam que é o pior dos pecados do século XXI, mas para minha pessoa não há nada mais santo que a preguiça. Um brinde a Ana, dessa vez de coração...

Emily disse...

Hoje em dia a vida é tão corrida que acredito que têm pessoas com preguiça de ter preguiça também! SUIAHSUIHS

Loverocklive disse...

Idéias inteligentes, adorei vou seguir o blog para ler todos os outros "pecados".

Camyli Alessandra disse...

vida aceleradada de hoje em dia para alguns a preguiça é um DOM pois nem todos podemescolher um dia para não fazer absolutamente nada!

Fernando disse...

Comecei o texto com a preguiça: selecionaei o menor texto para registrar meu comentário.

Finalizei-o com a inveja.
Inveja de Ana!

Ótimo texto!
Comentei no da Luxúria, ontem.

Abs,
seuanonimo.blogspot.com

Salete Corrêa disse...

A suaexposição da preguiça me surpreendeu, preguiça de vida de movimento. Vivo renunciando, mnhas preguiças, com dificuldades, e mitas, confesso, mas não a quero, renuncio, renuncio e renuncio quantas vezes mais forem necessárias!

Visite: http://pontapedepartida.blogspot.com/

Adilson Guimarães disse...

É uma visão muito diferente da preguiça, não imposta como algo tão ruim, mas como algo necessário para maximizarmos nossas atitudes. Curtir o simples, o respirar, a batida do coração, o som de um violão, o olhar, o observar, o enxergar. Venha preguiça e me consuma, dai-me um dia de rei. De nada!

www.catarseonline.blogspot.com

inforagro disse...

Cara, a preguiça é terrível, depois do almoço então....
Muito bom teu post!
Sucesso pro teu blog!

inforagro disse...

Cara, eu acho a preguiça um dos piores pecados,
kkkkkkkkk
Um cara com preguiça faz nada!!!

Mateus disse...

Ter preguiça é ruim em uns momentos, e bom em outros. Não a admiro. Mas devo confessar, com a preguiça você não anda devagar, você simplesmente pára.

Abraço

Maicon disse...

Ana preguiçosa... anda preguiçosa. Entregou-se a uma afirmação da vida. Fez coro a uma infinidade de resistências silenciosas que se expressam no andar vagaroso, no olhar sonolento, na escuta que se demora... Ana quebrou o ritmo enlouquecido dos relógios modernos, que tentam sincronizar a vida. Segue Ana, segue distraída, segue preguiça e vagabunda... Segue arredia. Às vezes deita, senta, e dorme na hora do trabalho... Ana tornou-se incapturável.

Jeh Pagliai disse...

Nuss, esse é meu grande defeito: A preguiça!

Estou nesse momento parecida com a Ana, não pelo cargo, mas sim por andar sem pressa...

Beijinhos

---
www.jehjeh.com

ARAÚJO disse...

Preguiça é boa, até percebermos o quão ruim é estar fazendo algo( ou não estarmos fazendo né) que não contribui para o que queremos na nossa vida. Um comodismo barato, parasitismo de nós mesmos, em nós mesmos.

www.teoria-do-playmobil.blogspot.com