segunda-feira, 11 de maio de 2009

Encontros

Diante de seu computador , ele olha o formulário. Acreditando ser útil e eficiente, decide preenchê-lo. Nome, telefone, e-mail, sexo, idade, foto etc. Bom, até aqui, nada de muito.
A segunda parte do cadastro começa a deixar para trás as respostas prontas e adentra um território um pouco menos objetivo. Ele para e observa o questionário. Anima-se. Afinal já está só há alguns meses e seus amigos mais confiáveis aprovaram o site. Inclusive sua melhor amiga está noiva de um rapaz que conheceu pelo mesmo processo, tamanha a eficiência do serviço. Então ele retoma. Orientação sexual, programas favoritos, qualidades e defeitos, o que uma mulher deve ter etc.
Pronto estava para a terceira e última parte quando percebeu o "tom" das perguntas, agora bastante íntimas. O que faz na primeira transa, com ou sem camisinha, sexo oral, posições preferidas, fantasias etc. Aquilo já era demais! Pensou em desistir, porém notou serem questões optativas. Alívio. De qualquer forma, preencheu algumas para levantar a bandeira de moço sério e responsável, nenhuma mentira.
Antes de confirmar o cadastro, duvidou. Será que era seguro? Besteira. A empresa garante sigilo e segurança totais para seus membros. Mas será que daria certo? Claro que sim! O programa foi criado por dois psicólogos especializados em relacionamentos amorosos; pouco provável que não funcione. Confirma.
Instantaneamente aparecem mais de dez opções de mulheres, selecionadas automaticamente de acordo com seu perfil. "Maravilha!", vibrou. Era a tecnologia em prol da felicidade do homem. Chega de encontros ao acaso, essa ansiedade pelo desconhecido, misto de doce e amargo, vulnerabilidade humana. Queria só o mel. Sabe como é difícil se relacionar com sucesso. Sofrimento... não mais. Basta! Não podia perder mais tempo em outra relação incerta.
Seleciona a mais bonita da lista e clica em "Enviar convite". Preenche os dados do encontro. Local, dia, hora etc. "Como este site é completo!", exclama. Finalizou deixando uma mensagem: "Olá! Encontrei vc aqui e espero te conhecer logo. Agora ñ tem erro, rs. bjs"

... ... ... ...

Entra num bar com os amigos. Lugar cheio. Indo buscar uma bebida, esbarra em alguém. Pede desculpas e é respondido com o mesmo pedido. Sorri. Sendo simpático, apresenta-se. "Meu nome é...". Começam a conversar.


Bruno Costa

15 comentários:

William Koppe disse...

seria um encontro ou um desencontro? espero que a história continue hehe
a proposito: ja falei que vc é um genio da escrita? falo pro aqui pra ficar registrado
abçs

C. disse...

Bom texto!

www.conto-um-conto.blogspot.com

W. Fernandes disse...

Opá,
legal sua iniciativa não só de escrever, mas também de postar contos!

escrevo tb, num blog fracassado: www.banheiro-misto.blogspot.com

e tem o pessoal tb!

Abraço e visitarei mais vezes.

Marcelo Victorino disse...

Bem interessante. Eu gosto de contos.

Vou te seguir pra não perder nada, beleza? =D

Guttwein disse...

Pra que se utilizar do virtual,qdo o casual esta ai fora, a nossa espera,não é mesmo?!Permita-se! ; ).
Muito bom o texto!

Daniel Ainb disse...

Concordo com o William, vc escreve muito bem!!!

Gostei muito e tbm espero que essa história continue!

Abração

Ari e Gutt. disse...

Bruno...

Puts, vi seu comentário no meu texto e resolvi passar por aqui! Gostei muito mesmo...

Esse texto está gostoso de ler... e os outros também são muito bons! Já estou seguindo pra acompanhar ok?

Vou fazer uma indicação do seu blog lá no meu, pode ser? Se você autorizar, já coloco lá! Se quiser e puder divulgar o nosso, ficaremos felizes...

Bjos!

www.bloggalemdoqueseve.blogspot.com

Fernanda Dantas disse...

Muito bom o seu texto.

Ainda prefiro a forma tradicional de conhecer as pessoas: ao acaso. rsrsr às vezes vc se surpreende.

Bjs!

camila disse...

eu gostaria tanto de ter esse poder de conseguir esboçar na escrita, de maneira clara, meus pensamentos.
quando tento criar histórias entao, nem se fala! perco o fio da meada rsrs..

belo texto. especialmente o trechinho do fim!

http://standbycamila.blogspot.com/

Joyce disse...

A sociedade contemporânea nos permite o instantâneo, a tecnologia em constante expanção nos traz o mundo em segundos. Somos produzidos para desejar o que é prático, rápido, moderno e seguro.
Porém, podemos dizer não a essa lógica atual!
Cabe a nós desejar o autêntico e a experiência dos encontros e desencontros que a vida nos oferece!

Belo texto meu amor!

Bjs,
Joyce!!

Sarah Louise disse...

Primeira vez q entro aqui, e ja tive uma ótima impressão do blog !!
Nem sabia como vc escrevia tão bem !! Adorei a história !!
Bjs para o meu casal preferido !!

Juliana Amado disse...

Muito bem escrito!! Gostei!

Michelle Costa disse...

Tb adorei o texto, muitas vezes o inesperado é muito melhor do q o planejado! Parabéns mais uma vez pelo blog, e não demorem pra atualizar! :) Bjs

Monique disse...

Adorei o texto! Aliás, acho um tema bem polêmico.
Eu nunca acreditei mto nas chances de um relacionamento virtual ou iniciado pela internet dar certo, apesar de saber q existem casos verídicos. Porém p essas coisas sou careta, ainda prefiro os q ocorrem de forma casual.
Aproveito a oportunidade p parabenizar meu irmão pelo belo texto. Bjs, até a próxima!

Meire disse...

:)

muitos encontros passam desapercebidos.