segunda-feira, 7 de abril de 2008

Intenções

"Refletir é algo que nunca se esgota e, portanto, escrever é sempre dizer alguma coisa ainda verde, ainda incompleta, titubeante. É ainda apalpar no escuro. Mas há que se tentar..."
João Augusto Pompéia.
Após pensarmos sobre possíveis primeiros assuntos para iniciarmos as produções deste blog, resolvemos descartar os leques que se abriram. Percebemos então, que seria interessante começarmos pela idéia do porquê da criação deste espaço.
Portanto, gostaríamos de iniciar nossas reflexões pensando primeiramente o título desta página, que pode parecer um tanto obscuro a princípio. Pensamos que este espaço poderia ser entendido como um dispositivo de discussão do cotidiano, dos acontecimentos do dia-a-dia. Ora, e como se dá nossa existência?
A cada momento somos atravessados por forças que nos afetam, transformando-nos. Estas forças que nos atravessam podem ser por exemplo, uma escola, ou uma igreja, família, acasos, pessoas, animais, etc. Através destas forças somos produzidos e produzimos enquanto pessoas, seres portadores de uma subjetividade sempre provisória, reconfigurando-se com, em e nos acontecimentos diários, a cada afeto sofrido.
Partindo então deste pressuposto, nossa criação estará consonante ao nosso cotidiano e, nossa maneira de vê-lo e interpretá-lo. Nunca esquecendo que também atravessamos vidas, afetando-as. Sempre lembrando que nunca somos neutros e, este mito - o da neutralidade - aqui não existirá.
Este espaço não pretende rotular uma maneira de enunciado, portanto diferentes meios de expressão serão contemplados. Abrindo espaço a criação do novo!
Entrem. Escrevam. Critiquem. Sejam conosco.

Novidades

Percebo um mundo que não via antes.
Com formas e moldes diferentes, distintos dos que me acostumei.
Hoje percebo mudanças, desejo mudanças, luto por elas.
Nem sempre fora tudo tão claro, tão límpido e tão latente.
Em mim, intensas cores vibrantes relatam as diferenças.
Percebo o cair da chuva, que sempre esteve presente... porém, eu não a sentia.
E agora a chuva encontra morada nessa alma calada que quer se libertar do silêncio.
Assim é a vida! Aproveite-a!
Preocupe-se menos com o perceptível (beleza, cabelos, normas, corpo, celulite, aparência, padrão)...
E ofereça o imperceptível (o riso genuíno nos momentos marcantes, você por completo... com saúde)... cuide-se... e ofereça o melhor aos que ama... ofereça seus anos vindouros!!!
Compartilhe... seus conhecimentos... seus acontecimentos...
Viva... e transforme-se sempre que possível for.

8 comentários:

Fallen disse...

Espero que voces tenham sorte nesse novo projeto. È bacana ter um parceiro (a) para escrever junto, sobretudo se esse(a) for seu (ua) Namorado (a). =P
Parabens pros dois.

Sucesso

william disse...

Pulsante é o que posso dizer, estava eu atravessando por aqui e acabei sendo atravessado pelas palavras. Podem ter certeza que dessa travessia farei parte, não como quem vê a corrida, mas como quem caminha junto lado a lado. Abraços

Wagner disse...

Revolucionária!!!

priscilaxs disse...

Tbm quero deixar minha "marquinha" por aqui... Talvez não saiba brincar com as palavras como quem tem um dom (tipo nosso amigo Will! rs)... mas de uma coisa eu sei... nenhum "atravessamento" que passamos na vida é sem o conhecimento prévio de Deus, ou sem algum propósito. Espero que esse casal de quem gosto de graça (rsrsr) jamais se esqueça disso! Bjs!

kadust2005 disse...

bom vou deixar minha opinião sobre esse blog...
vcs devem escrever coisas mais concretas...
tipo: com o que devemos nos preocupar nesse mundo.
e ñ escrever coisas abstratas, dificeis de entendimento...rs
toda vez q puder e entender, estarei escrevendo nesse blog
um bjão para os dois q tanto amo

Ester Barbato disse...

Gostei muito.
Eu penso que o "atravessamento" nada mais é que as mudanças em nossas vidas a todo instante.
Bjoooo e parabéns!!!!!!!!!
Amo vcs!!!!

everson disse...

atravessem-nos com suas palavras, pois palavras são como armas, para o bem ou para o mal. por palavras pode-se influenciar o pequeno universo que está ao nosso redor.
Porém, quando aliamos a força dessas mesmas palavras ao poder das idéias, como homem e mulher, elas formam o embrião da mudança que tanto queremos. embrião que apenas espara o ato de fé, o primeiro passo.
enfim, usem as palvras- e vcs estão aptos para isto- mas cuidado, pois como armas, necessitam de cuidados.
quanto oa primeiro passo... bem isso já é assunto para depois...

abraços

Michelle disse...

Irmão querido e cunhadinha, adorei a criação do blog, o título, o texto, enfim.
É sempre bom termos um espaço (mais um) para discutir, refletir e aprender mais, agregar é sempre bom!
Feliz daqueles que conseguem fazer desses atravessamentos uma evolução natural e pessoal.
Bjs